quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Os 20 Livros da Minha Vida

Hoje faço 20 anos, duas décadas de muita leitura! Ao olhar ao longo destes meus anos de existência, há algo que sobressaí, os meus livros.
Antes de aprender a ler, já eu via as imagens naqueles livros de conto de fadas e imaginava a história que eles contavam. Quando aprendi, passaram a fazer definitivamente parte da minha vida, tornando-se algo que facilmente aqueles que me conhecem associam à minha personalidade.
E como tal decidi dedicar este dia aos vinte livros mais importantes da minha vida, aqueles que me deram gosto pela leitura, os que me fizeram sonhar, rir e chorar. Os que me ensinaram alguma coisa, os que me ajudaram nos momentos difíceis, aqueles pelos quais eu fiz directas, aqueles porque desesperei.
Aqueles que de alguma forma tornaram-me quem sou. Todos foram importantes mas estes são "os tais".

O Conde de Monte Cristo
O primeiro livro que li aos 8 anos! Li-o por causa da série que dava na RTP1 com o Gerárd Depardieu, e é um daqueles livros que volta e meia releio só para recordar o porquê de eu adorar o Edmund.


Os Três Mosqueteiros
A minha avó comprou-mo na mesma altura que o anterior e eu queria-o imenso por causa do Dartacão! Pois... A memória mais nítida que tenho desta leitura foi do meu desgosto quando soube que a Juliet morria.


A Flecha Negra
A razão porque adoro a História da Inglaterra da Idade Média. Foi com este livro que me relacionei pela primeira vez com a mítica dos cavaleiros e dos torneios.

Sandokan, o Tigre da Malásia
A razão porque adoro piratas. Reli-o tantas vezes que as páginas quase que caem!


Mulherzinhas
A minha eterna Jo, de todas a personagem mais parecida comigo. Um daqueles clássicos que ainda hoje me faz sorrir.

Harry Potter
O início do meu amor à literatura fantástica e o meu maior vício de sempre! Foi com ele que começou as directas e o desespero da espera. A minha primeira saga.


Mundos Paralelos
Lyra, Will... o primeiro livro que me fez chorar e que tem o lugar muito especial no meu coração. A magnitude desta trilogia ainda me arrepia.

Na Corda Bamba 
O meu primeiro contacto com a escrita de Joanne Harris e o meu romance preferido com a primeira personagem masculina que me fez arrepiar, o misterioso Le Merle.

O Nascimento de Vénus
Já eu era louca pelo Renascimento quando li este livro. De uma beleza única, é para mim o melhor livro de Sarah Dunant.

O Diário da Nossa Paixão
Sem sombra da dúvida das leituras mais emotivas. O típico livro das românticas.

A Saga das Pedras Mágicas
A minha escritora  portuguesa preferida com algumas das melhores protagonistas femininas que já tive o prazer de ler. Foi a minha salvação numa altura mais triste da minha vida.

A Trilogia das Jóias Negras
A minha paixão. As minhas personagens mais queridas e a trilogia mais arrebatadora que já li. Uma das melhores ideias da minha mãe.

A Paixão das Almas
O livro que me fez pensar em amores intemporais e na vida depois da morte.

Expiação
Uma história belíssima que nos faz pensar nas consequências dos nossos actos e no quanto podemos influenciar a vida dos outros.

Jogo de Mãos
De todos os livros de Nora Roberts, o que mais me arrasou. Um amor de sempre rodeado de magia e ilusões. Perfeito para nos lembrar que as vezes vale a pena.

As Memórias de Cleópatra
Uma das minhas figuras históricas de eleição numa trilogia magnífica acerca da sua vida.
 
A Estação das Bruxas
Este é o mais difícil de classificar. Foi um misto de sentimentos com a adrenalina sempre em alta. Possivelmente o livro que mais me surpreendeu.

O Dardo de Kushiel (e restante saga)
Eu tive um feeling quando vi este livro numa montra da Bertrand do Colombo e não descansei enquanto não o comprei. Acertei em cheio. Tem a melhor vilã de sempre.

Alice Eu Fui
Uma história sobre uma das personagens que fez parte do imaginário da minha infância. Uma daquelas situações em que a realidade supera o irreal.

Um Amor Quase Perfeito
Porque este livro? Fez-me voltar a gostar de histórias de amor.

 Quero agradecer à minha mãe por me ter incutido este amor e por ter chegado a casa com muitos destes livros de surpresa para me alegrar o dia. Acertaste sempre =)

2 comentários:

  1. Chaise,

    Antes de mais, quero felicitar-te pelos vinte aninhos! Também és uma menina de Novembro (somos as duas, e melhor, ou muito me engano ou somos igualmente homónimas XD) e, por isso, espero que tenhas tido (e que continuas a ter) um excelente dia, junto dos teus e do que mais gostas, recheado de prendinhas (livros, de preferência eheheh).

    Gostei muito do teu post (como já vem sendo hábito). Alguns dos livros que mencionaste deixaram-me imensamente curiosa e/ou com um sorriso nos lábios seja por já os ter lido ou por os querer muito ler. Houve um, em particular, que ao vê-lo mencionado, fiquei boquiaberta – «A Paixão das Almas». Adorei este livro e infelizmente nunca encontrei ninguém que o tivesse lido e gostado tanto ou mais que eu – até agora. :)
    Houve outros que me deixaram com a pulga atrás da orelha – a trilogia d’ «As Memórias de Cleópatra», que tenho lá por casa mas como são três volumes ainda não lhes consegui pegar, «Um Amor Quase Perfeito» e «A Estação das Bruxas». Já nem te pergunta se os recomendas, eheheh, que sei que vais dizer que sim. A ver se os coloco na lista de prioridades. :)

    Um grande beijinho e muitos, muitos parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigada e sim somos homónimas!=D
    Uma das prendinhas está atrasada mas espero que chegue amanhã, que é "Os Pilares do Mundo" da Anne Bishop =p e entretanto recebi o "Tormento" por isso já tive um bom dia xD
    Pois, eu também nunca tinha encontrado ninguém que tivesse lido este livro, o que acho estranho porque ele é lindo, como bem sabes =)
    Está claro que recomendo, ora essa!=p
    Ainda bem que gostaste do post.
    Beijinhos

    ResponderEliminar