quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Opinião - Os Reinos do Caos

Título Original: A Dance with Dragons (2ª parte)
Autor: George R. R. Martin
Editora: Saída de Emergência
Páginas: 608


Sinopse
O inverno aproxima-se de um mundo mergulhado no caos. No norte dos Sete Reinos está iminente uma batalha decisiva pelo que resta do antigo domínio dos Stark. Ainda mais a norte, Jon Snow luta por encontrar um equilíbrio entre as tradições da Patrulha da Noite e o que o seu instinto lhe diz ser o caminho correto a seguir. A sul, velhas alianças esperam o tempo certo para serem reveladas, enquanto os homens de ferro assolam os mares e as costas dos domínios Tyrell. Do outro lado do mar estreito, tudo converge para a Baía dos Escravos, onde Daenerys Targaryen tarda em ganhar a paz na inquieta cidade de Meereen. E os dragões? Qual será o seu papel no meio de tudo isto? Muitos estão certos de que a tão temida reconquista de Westeros está prestes a começar.

Opinião
 Regressar a Westeros é sempre uma aventura recheada de todo o tipo de emoções. Principalmente quando esta é a segunda parte de um livro tão aguardado como foi o A Dance with Dragons e quando sabemos que estamos a aproximar-nos do fim daquela que é a maior obra da Fantasia depois de O Senhor dos Anéis.
Apesar de estarmos a dois livros do fim, nostalgia é algo que Martin ainda não está para nos conceder e, num livro em que muitas personagens ficaram de parte e outras tiveram maior destaque, a dúvida instala-se. Estará o escritor preparado para terminar A Song of Ice and Fire nos dois livros previstos? Ou será que vamos ter um final imprevisível?
Depois de ler este livro, estas e outras dúvidas surgiram, afinal por esta altura, enquanto leitora desta série já esperava ver algumas questões respondidas, o que não foi o caso. Parece que quanto mais se aproxima o grand finale mais surpresas nos estão reservadas, o que, espero eu, signifique que vamos ter grandes surpresas e revelações.
Quanto a este Os Reinos do Caos, foi bom regressar a algumas das personagens de que gosto muito e ver novos desenvolvimentos de algumas personagens mais secundárias. Algumas informações foram deslindadas apenas para nos trazer mais perguntas, mas isso já é habitual em Martin, dá a sensação que ele gosta de nos ver sofrer até as últimas. Infelizmente, eu preferia era começar a ver a luz ao fundo do túnel mas não foi desta. Mais uma vez, tudo acontece e nos ficámos a saber o mesmo. Ou melhor, a ansiedade só aumentou com este livro, em que houve POV’s que me deixaram deveras preocupada. Que fui apanhada de surpresa em vários deles não há dúvidas mas a confusão está instalada por todo o lado e tudo encontra-se, mais uma vez, incerto.
POV’s houve em que quase podia ter tido uma apoplexia, outros que me apanharam de surpresa e outros que me deixaram numa autêntica pilha de nervos. Houve aqueles que gostei e um em especial em que me já sentia fartinha de estar sempre a levar com o mesmo, acho que quem já leu sabe do que estou a falar. Dois finais deixaram-me apreensiva, uma vez que são duas das minhas personagens preferidas, sendo que um deles foi um dos melhores POV’s deste livro de tão brutal e inesperado que foi. Há uns que continuo sem perceber que utilidade terão no fim disto tudo, outros chegaram para não ter utilidade nenhuma. Foi algo que me irritou porque por esta altura, queremos é soluções e respostas e não um monte de inutilidades para preencher páginas.
Neste livro ainda se sente que há muita pólvora para queimar, que está a começar a preparar-se a grande batalha pelo Trono de Ferro mas nada está definido e ainda nada chegou a uma conclusão. Tudo está em aberto, o que para aqueles que esperaram anos por este livro, deve ter sido um balde de água fria tremendo. Eu que só estive uns meses a espera deste livro, uma vez que terminei Mar de Ferro a um ano, fiquei tão apreensiva por saber que ainda falta tudo por se descobrir, que só posso imaginar o que os seguidores de anos sentiram quando o terminaram.
É claro que mesmo com tanta coisa que devia ter acontecido e não aconteceu, este livro tem a qualidade Martin por todos os lados e consegue colocar alguns livros de parte por todas as sensações que provoca. O facto de ter sabido (pouco) de algumas personagens que me são queridas contribuiu para este livro me ter agradado por um lado, e me ter deixado parva por outro.
Aquilo que me preocupa é quanto tempo demorará para que Winds of Winter chegue e quantas páginas terá… Porque, ou muito me engano, ou vem aí mais um calhamaço…



6*

3 comentários:

  1. Olá,

    Bem isto dava pano para mangas mas vou esperar por ler o livro para podermos especular melhor o que nos reserva o final, pois também tenho sérias duvidas que todas as pontas fiquem soltas nos próximos dois volumes.

    De uma forma muito resumida, penso que é mais ou menos pacifico que a casa Targarien reconquistará o trono e todas as casas de Westeros lhes prestará vassalagem, Stark incluídos.

    Mas existem muitos pontas soltas e não só da conquista do trono vive esta saga, pois existem muitos elementos misteriosos que podem "afetar" Westeros e que são bem complexos e isto muito por culpa do que se passa para os lados da Muralha.

    Mas pronto como referi vou esperar por ler o livro e depois poderemos falar um pouco melhor

    Pelo que li, até pelo Dance, os POV de Danny têm sido um pouco seca e nada desenvolvem, mas conhecendo o escritor, acredito que isto tenha um propósito e quem sabe se os seus POV finais não tenham melhorado, mas mesmo que isso não tenha acontecido Danny será o centro de todo o enredo ao que à guerra de tronos diz respeito ;)

    BJ

    ResponderEliminar
  2. Ai, homónima, sua malandra! Estou a ver que não dá mais como resistir a Martin. Vou ter mesmo de começar a ler. Mesmo! Aaahhhhhh... que medo, que são tantos volumes!

    ResponderEliminar
  3. Paulo, dava, se dava!
    Acho que tens toda a razão mas para lá chegarmos haverá muitos caminhos tortuosos, e o Martin não nos vai poupar. Acho que consigo compreender o que ele está a fazer e que tudo isto tem um propósito definido. Afinal ele não é de dar respostas em bandejas...
    Há que estar atento a Muralha e a Meereen...Apesar de achar que a Danny tem tido POV's de autêntica seca, há uma razão para isso e estamos a lá chegar, afinal ela vai ter ao lado dela uma das mentes brilhantes desta série, e já não deve faltar muito...
    Lê lá isso para discutirmos tudo isto melhor ;)

    Homónima, homónima...não dá não =) São muitos mas valem cada cêntimo, cada minuto, vale o desespero todo!

    ResponderEliminar