terça-feira, 27 de março de 2012

Opinião - O Jardim Encantado

Título Original: Garden Spells
Autor: Sarah Addison Allen
Editora: Quinta Essência
Número de Páginas: 270

Sinopse
 Um jardim escondido por trás de uma tranquila casa na mais pequena das cidades, existe uma macieira e os rumores que circulam dão conta de que dá um tipo muito especial de fruto. Neste encantador romance, Sarah Addison Allen conta a história dessa árvore encantada e das extraordinárias pessoas que dela cuidam...
As mulheres da família Waverley são herdeiras de um legado mágico — o jardim familiar, famoso pela sua macieira, que produz frutos proféticos, e pelas suas flores comestíveis, imbuídas de poderes especiais que afectam quem quer que as coma.
Proprietária de uma empresa de catering, Claire Waverley prepara pratos com as suas plantas místicas — desde as chagas que ajudam a guardar segredos até às bocas-de-lobo destinadas a desencorajar intenções amorosas. Entretanto, a sua idosa prima Evanelle é conhecida por distribuir presentes inesperados cuja utilidade se torna mais tarde misteriosamente clara. São elas os últimos membros da família Waverley — com excepção da rebelde irmã de Claire, Sydney, que fugiu da cidade há muitos anos.
Quando Sydney regressa subitamente a Bascom com uma filha pequena, a tranquila vida de Claire sofre uma reviravolta, bem como a fronteira protectora que erigiu tão cuidadosamente em redor do seu coração. Juntas uma vez mais na casa onde cresceram, Sydney reflecte sobre tudo o que deixou para trás ao mesmo tempo que Claire se esforça por sarar as feridas do passado. E em pouco tempo as irmãs apercebem-se de que têm de lidar com o seu legado comum para viverem as alegrias do futuro que se anuncia.
Encantador e pungente, este fascinante romance irá, seguramente, enfeitiçar o leitor.


Opinião 
 Herdeira de Alice Hoffman e Laura Esquivel, Sarah Addison Allen cria romances mágicos e tradicionais onde a simplicidade se mistura com ingredientes sobrenaturais e dão origem a livros encantadores que têm submetido leitores por todo o mundo à doçura e delicadeza da escrita desta escritora. Bestsellers, os seus livros são ataques aos nossos sentidos e recriam uma mistura entre passado e presente que nos prende às pequenas tradições esquecidas. O Jardim Encantado é um dos livros de mais renome da autora que, conjugando magia, especiarias e quezílias familiares, acaba por se enrolar em nós como uma hera que veio para ficar.
Este livro é um exemplo de como uma má opinião de terceiros pode impedir um leitor de ler a obra, dando uma ideia errada que acaba por germinar numa aversão. Parece uma palavra demasiado forte mas foi a razão porque nunca tinha lido nada desta escritora. Pura e simplesmente, mantive-me longe porque deram-me uma ideia tão má do livro que eu nunca pensei em pegar-lhe até ler óptimas opiniões dele no mundo cibernético. Se o livro era tão mau porque é que toda a gente parecia adorá-lo? Esta questão assolou-me de tal maneira que pedi à tal pessoa para mo emprestar e tirar as minhas dúvidas.
Será que podem imaginar o meu espanto quando o comecei a ler? Acho que sim. O livro foi tão diferente daquilo que me tinham dito que até fiquei na dúvida se estava a ler o mesmo livro. Surpreendida até mais não, a verdade é que eu adorei o livro! É um livro tão fácil de se gostar, que prende tão facilmente o leitor que eu não consigo imaginar como é que se pode não gostar do livro.
O Jardim Encantado é exactamente isso: encantado. Um livro maravilhoso que proporciona sensações profundas e agridoces, agarra um leitor de uma forma tão subtil que quando dão por ela estão completamente enredados na história, a viver cada momento.
Com um enredo simples, S.A.A. cria algo com que nos identificámos de uma forma natural e que proporciona uma leitura agradável e prazenteira. O cruzamento entre os vários enredos, entre o presente e o passado, são prendas para a delícia dos leitores. Cada pequeno detalhe vem enaltecido com uma história própria que lhe dá vida, tornando este livro o conjunto de deliciosos e encantadores retalhos que encaixam na perfeição com a história das duas irmãs protagonistas que se encontram no centro da trama. Através de magia e tradições locais, do senso comum e das peculiaridades de uma pequena vila, a autora cria algo profundamente terno caracterizado de uma maneira brilhante.
É espantoso como a vida de Sidney e Claire se encaixam, mesmo sendo tão diferentes e nos conseguem transmitir uma coesão forte entre ambas. Cada detalhe foi pensado meticulosamente, tudo tem uma razão de ser, deslumbrando-nos como de uma relação fria e inexistente, S. A. A consegue construir uma relação cheia de tesouros que nos comove de uma forma doce e memorável.
Juntando a isso o grupo maravilhoso de personagens com que a escritora nos brinda, torna-se impossível não nos sentirmos deslumbrados com cada particularidade que elas nos apresentam. Cada uma delas é perfeita para o seu papel e adequam-se de forma perfeita umas às outras. Cada história é um mimo para qualquer leitor que se maravilha com este tipo de temáticas. Demonstrando que tem um talento nato para dar forma a um enredo apaixonante e encantador, a escritora prima por uma escrita envolvente e charmosa que torna os seus livros em algo de único.
Um dos pormenores que adorei foi a atenção dada às especiarias e ao seu uso e efeitos. Para alguém que está a começar a sentir o chamado da cozinha é algo que nos incentiva a aprender e descobrir ainda mais. Aliás, todo o jardim e principalmente a macieira são elementos que contribuem ainda mais para o encanto deste livro.
Recomendo-o e estou completamente arrependida de não o ter lido mais cedo porque estive a perder algo fantástico. Fiquei fã e estou desejosa de ler os restantes livros da escritora.

6*

9 comentários:

  1. Ainda bem que adoraste!
    Realmente é fantástico como um livro adorado por uns pode ser odiado por outros. Não significa que este seja melhor ou pior, mas apenas que todos temos gostos diferentes. :)
    Já li os livros todos da autora, e este é o meu preferido. Já agora, se quiseres que te empreste os outros avisa :p Só não tenho o Quarto Mágico.

    ResponderEliminar
  2. Sim é verdade mas ainda custa a crer que me fizeram um quadro tão mau do livro e não tinha nada a ver =/
    Oh a sérioooo?*.* Queria, por favooooor?=$

    ResponderEliminar
  3. São livros realmente mágicos :D Já agora, parabéns pela boa caracterização do livro!

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que S.A:A tem um dom... Os livros dela são tão simples mas, mágicos que impelem a ler até madrugada adentro. Parabéns pela fantástica opinião!:)

    ResponderEliminar
  5. É verdade Jojo, eu li-o duma virada numa só noite, não conseguia largá-lo!

    Obrigada =)

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Deixei um desafio para ti no meu blog!
    Boas leituras!

    ResponderEliminar
  7. olá!Gostei do teu comentário tenho de ler também este livrinho :)
    p.s: Gosto muito do teu cantinho, vou segui-lo :)

    ResponderEliminar
  8. Obrigada Carol!=D

    É um livro maravilhoso =)

    ResponderEliminar