terça-feira, 17 de abril de 2012

Opinião - O Circo dos Sonhos

Título Original: Night Circus
Autor: Erin Morgenstern
Editora: Civilização Editora
Número de Páginas: 464

Sinopse
 Um misterioso circo itinerante chega sem aviso e sem ser precedido por anúncios ou publicidade. Um dia, simplesmente aparece. No interior das tendas de lona às listas pretas e brancas vive-se uma experiência absolutamente única e avassaladora. Chama-se Le Cirque des Rêves (O Circo dos Sonhos) e só está aberto à noite.
Mas nos bastidores vive-se uma competição feroz – um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, que foram treinados desde crianças exclusivamente para este fim pelos seus caprichosos mestres. Sem o saberem, este é um jogo onde apenas um pode sobreviver, e o circo não é mais do que o palco de uma incrível batalha de imaginação e determinação. Apesar de tudo, e sem o conseguirem evitar, Celia e Marco mergulham de cabeça no amor – um amor profundo e mágico que faz as luzes tremerem e a divisão aquecer sempre que se aproximam um do outro.
Amor verdadeiro ou não, o jogo tem de continuar e o destino de todos os envolvidos, desde os extraordinários artistas do circo até aos seus mentores, está em causa, assente num equilíbrio tão instável quanto o dos corajosos acrobatas lá no alto.

Escrito numa prosa rica e sedutora, este romance arrebatador é uma dádiva para os sentidos e para o coração. O Circo dos Sonhos é uma obra fascinante que fará com que o mundo real pareça mágico, e o mundo mágico, real.


Opinião

Numa estreia absolutamente brilhante, Erin Morgenstern cria um livro mágico a preto e branco, onde as ilusões ganham outra dimensão e onde os sonhos são vividos à noite completamente acordados. Um assalto aos sentidos, esta é uma história que vos fará recordar os antigos contos de fadas e que lhes dá uma nova vida. Por trás de uma capa de sonho, está uma história que irá conquistar qualquer amante do circo, dos livros e da magia.
«Este é com certeza um dos mais belos romances do ano», foi uma das críticas que O Circo dos Sonhos recebeu, e com infinita rapidez, os leitores portugueses podem agora atestá-lo e experimentarem uma nova escritora que conseguiu, no seu primeiro romance, acorrentar todos aqueles que tiveram de prazer de o ler, nesta história onde a cor não está no exterior mas no interior.
Já há algum tempo que ouvi falar neste livro e, como adoro magia e ilusionistas e tudo o que tenha a ver, decidi que tinha de comprar o livro, portanto, imaginem a minha alegria quando soube que o livro ia sair dentro de pouco tempo cá traduzido. Não sou de tempo uma amante do circo, não como ele é feito hoje. Há anos que não entro num porque já não sinto a magia que este espaço deveria ter e como detesto palhaços evito entrar onde quer que eles estejam. O meu ideal de circo tem ilusionistas, contorcionistas, engolidores de fogo, domadores de feras e trapezistas. É mágico e único. E é exactamente isso que este livro é.
Ao princípio parece um livro sem cor mas desenganem-se porque a cor deste livro está nas palavras e não nas descrições, está nas emoções que exalam a cada linha e na beleza deste circo único. A escrita de Erin é complexa, subtil e mágica, profundamente encantadora e agarra o leitor sem amarras nem promessas relembrando-nos outros tempos, outros contos.
Não só o circo em si, mas também a história, é uma ilusão, um sonho que nos é contado de uma forma magistral que arrepia em cada passagem. O circo é a base da história mas lá dentro temos um desafio, um amor impossível e todos aqueles que estão enredados em ambos, e torna-se difícil a cada página, deixarmos de sentir as emoções fortes que cada momento nos dá. Esta é uma história de ilusões, sobre a vida e a magia, sobre a amizade e as coisas importantes, sobre o espectáculo quer público, quer privado.
As personagens são o complemento perfeito para este enredo. Construídas soberbamente, fazem com que amemos cada uma à sua maneira, não existindo quem roube o protagonismo e sentimos a necessidade de saber o que cada uma guarda e esconde, qual a sua história de vida. Diferentes umas das outras, encontram-se ligadas entre eles pelo circo e cada uma é importante à sua maneira, sendo necessário entendê-las para perceber como o circo pode ser possível.
Apesar deste livro não ser apenas uma história de amor, é impossível esquecê-la porque cada momento entre Celia e Marco é singular e de uma beleza e sentimentalismo tal, que se torna impossível não compactuar com estes dois ilusionistas e não sermos arrastados pelos precisosos momentos que passam juntos. É uma história de amor como poucas têm sido feitas, e à muito que não lia nada assim, tão tragicamente belo.
Este livro arrebata-nos também pelas descrições inimagináveis que a autora nos dá, tanto no Circo, um sonho tornado realidade, como em outras ocasiões, tal é a beleza com que Morgenstern construiu cada acto. As suas cores podem ser o preto e o branco na superfície mas no interior, este livro é um arco-íris intenso que deslumbra. Sinto que não tenho palavras mais para descrever o que este livro é, na sua essência. É basicamente uma descoberta do sobrenatural, uma história encantadora com um enredo peculiar.
Não é um livro sobre viver felizes para sempre mas sim sobre desafios e obstáculos, de como a vida é bela e deve ser vivida, de como os nossos sentimentos podem criar algo inestimável.
O Circo dos Sonhos é um espectáculo único que é nos transmitido com uma mestria exemplar que nos deixa maravilhados e atónitos e nos faz olhar pela janela a procura das tendas às listas pretas e brancas de tanto que desejámos que seja real.
Espero que tenham oportunidade de ler este livro porque eu sei que vou regressar a ele muitas vezes nos próximos anos e que se tornou um dos livros da minha vida.

7*

9 comentários:

  1. Adoro as tuas opiniões, a sério :)

    ResponderEliminar
  2. Com uma opinião destas é impossível ficar indiferente. Conto ler muito em breve e espero gostar tanto como tu :)

    Beijnhos*

    ResponderEliminar
  3. :D tb quero ler! Fiquei muito entusiasmada com a sinopse, mas tinha medo de me desiludir...

    ResponderEliminar
  4. Elphaba espero que sim, é um livro maravilhoso =)

    Su a sinopse e a capa são correspondentes ao interior. Este livro é de uma beleza estonteante.

    ResponderEliminar
  5. Partilho da tua opinião sobre o circo, também não gosto de palhaços, mas são os domadores de "feras" que abomino...
    Mas este livro parece ser sobre um circo mágico e as opiniões que sobre ele tenho lido (incluindo agora a tua) estão a deixar-me muito curiosa.

    ResponderEliminar
  6. Landslide este é, sem dúvida, um livro mágico sobre um circo mágico, é dos melhores livros que já li =)

    ResponderEliminar
  7. Olá, gostei muito do jeito como descreveu o livro, percebi que realmente gostou do que leu.
    Estou com este livro em casa, e tenho diversos livros para ler primeiro, mas não resisti e li a introdução, realmente a autora consegue passar a magia do circo com este livro, quero muito ler.
    Parabéns pela opinião do livro.

    www.ojovemescritor.com

    ResponderEliminar
  8. Olá Felipe!

    Muito obrigada pelo comentário, é bom saber que há pessoas que sentem o queremos transmitir.
    Este livro é de facto maravilhoso e espero que o possas comprovar quando o leres.

    ResponderEliminar