segunda-feira, 28 de maio de 2012

Opinião *II Parte* - O Cavaleiro de Westeros & Outras Histórias

Autor: George R. R. Martin
Editora: Saída de Emergência
Número de Páginas: 480

Opinião I Parte

 
O Caminho de Cruz e Dragão
Este conto leva-nos a um futuro onde a Inquisição está de volta mas anda de nave espacial. Sendo a religião um tema que nunca esgota, neste discute-se o que é heresia e o que é verdade. Um conto interessante onde o tema é abordado de forma diferente e original, e onde temáticas e géneros se misturam para criar algo insólito e brilhante.
6*

Reis-de-Areia
Eu sou daqueles pessoas que nunca ligam muito aos insectos mas que não percebe o fascínio que certas pessoas têm por eles e depois disto, possivelmente, nunca mais vou olhar para uma formiga da mesma maneira. Um conto espantoso e horripilante, onde se mostra que quando há talento e génio por trás até a coisa mais nojenta ganha qualidade e, até pode fazer uma mente pensar. Longe de gostar do género, tenho de aplaudir de pé estes rei-de-areia mas dispenso tê-los por perto.
7*

O Homem em Forma de Pera
Assustador, horrendo, péssimo para se ler às 4 da manhã e não vou puder ver Cheetos por uns tempos. Se valeu a pena? Podem crer que sim! O típico conto de terror, simples, sem grandes engenhos e que prima exactamente por isso. Por vezes, não é preciso sangue para algo ser assustador, basta mexer com o psicológico para algo nos afectar e é exactamente isso que este conto faz.
6*

Sob Cerco
O que dizer deste conto? Adorei-o, sem espaço para dúvidas. A própria ideia do conto já é genial mas a forma como Martin lhe dá vida ultrapassa quaisquer expectativas. Sendo-me um tema muito querido, foi lido com muito entusiasmo e cada detalhe fez a minha mente proliferar com ideias, engenhos e dúvidas. Brilhante.
7*

Negócios de Peles
O conto maior, é talvez o que levará os leitores ao êxtase e a forma perfeita de terminar este livro. Se os vampiros de Martin são geniais, os seus lobisomens não ficam nada atrás e só tenho pena que ele não tenha podido dedicar-se mais a este tema.
Magia, crime e licantropos à mistura, cá este um conto que enche as medidas a quem acha que os lobisomens de hoje em dia mais parecem uns “gatinhos”. Para ser lido de seguida com a respiração suspensa e que já não se fazem coisas como antigamente.
7*



4 comentários:

  1. Ois,

    Ainda o tenho lá para ler e por incrível que pareça não o devo ler tão depressa, contos não são a minha praia.

    Mas o que vale é que tenho o meu exemplar devidamente autografado pelo escritor :D

    BJS

    ResponderEliminar
  2. Olá!

    Também não sou muito de contos mas vale a pena conhecer outras vertentes do Mr. Martin =P

    O meu também está *.*

    beijos

    ResponderEliminar
  3. Ai, agora arrancaste-me uma valente gargalhada com a associação entre gatinhos e licantropos. E sim, acho que me insiro bem nessa categoria, os lobisomens parecem demasiado mansos na literatura de hoje em dia. :)
    Parece-me que esta «segunda parte» do livro é melhor, estarei enganada? Pelo menos tendo em conta a tua pontuação pessoal. :) E lá está o conto das formigas... brrrr.... e um com cheetos? Estou lixada! Eheheh :)

    ResponderEliminar
  4. Amestrados por completo -.-' Não tem piada!

    É Homónima ;) Para o meu gosto pessoal, pelo menos, esta segunda parte correu bem melhor!
    Pois se gostas de Cheetos é melhor saltares esse também xD

    ResponderEliminar