terça-feira, 2 de julho de 2013

Opinião - Angelópolis

Título Original: Angelopolis (#2 Angelology)
Autor: Danielle Trussoni
Editora: Editorial Presença
Número de Páginas: 320

Sinopse
Angelópolis é a sequela de Angelologia, um sucesso à escala global e também um bestseller do New York Times. Voltamos a entrar num mundo onde se cruzam história, mitologia e os universos bíblico e fantástico. A batalha entre os humanos e os Nefilins atinge proporções aterradoras. Verlaine é agora um caçador de anjos de elite que se empenha a fundo em capturá-los e eliminá-los. E quando Evangeline, a mulher que ama, é raptada diante dos seus olhos por uma das criaturas mais procuradas pela Sociedade, tem início uma perseguição que leva Verlaine até aos palácios de São Petersburgo, à Sibéria e às costas do Mar Negro, onde o aguardam a verdade sobre as origens de Evangeline e forças terríficas, capazes de ameaçar o futuro de toda a humanidade.

Opinião 
  Desde os seis anos que Danielle queria ser escritora e, se a sua primeira experiência falhou, vinte anos depois o seu primeiro livro foi publicado e foi nomeado como um dos melhores livros de 2006 sendo o início de uma carreira que apesar de pouco prolífera já tem dado que falar. Para além disso, escreveu artigos para diversas revistas, tem um bacharelato em História e Inglês e um MFA em Escrita Ficcional.
  Angelologia, publicado em 2010 deu-lhe a fama e ficou marcado como uma obra inteligente e arrojada que alterou toda a visão sobre os seres angelicais. Publicado em mais de trinta países e com os direitos vendidos para o cinema, e já com realizador e argumentista escolhidos, só agora três anos depois vê finalmente a sua continuação ser publicada. Angelopolis, é a continuação muito aguardada do livro de Danielle e ainda não tem data marcada para a sua publicação em Portugal.
  Para além da escrita, Danielle adora cozinhar, inspirando-se nos diversos países que já visitou, e é uma apreciadora nata de vinho. É uma de quatro crianças tendo apenas conhecido a sua irmã mais velha já em adulta pois ela foi dada para a adopção antes de Danielle nascer.
  Dez anos depois a vida de Verlaine mudou completamente. Num único momento tudo o que achava ser impossível tornou-se um perigo iminente e de académico descontraído passou a enfrentar a morte a cada saída, a caça tornou-se fome e a necessidade de a encontrar a razão da sua vida. Dez anos depois, ela regressa, tal como a viu da última vez, como uma visão etérea, feita de brilho, de cor, e com ela traz mudanças, segredos e revelações que podem mudar tudo. Do Dilúvio à queda dos Romanov, entre ligações perigosas que unem tábuas, ovos Fabergé e um albúm de flores, a luta contra os Nephilim ganha outras proporções pois desta vez eles estão preparados para chegar à glória, desta vez não há margem para erros mas, Evangeline afinal não é só uma peça perdida neste jogo, é muito mais e ainda mais perigosa para ambos os lados do que qualquer um deles consegue acreditar. Nas neves da Sibéria, na beleza de Paris, de novo na Caverna da Garganta do Diabo, anjos e humanos vão ter de correr contra o relógio e vão descobrir que existem mais segredos e armas que podem contrabalançar esta guerra.
  Há três anos Danielle conquistou-me com Angelologia, uma narrativa que unia metafísica, história, ciência e religião, envolvendo-nos numa intricada história de mitos, mistério e evolução tecnológica, uma história onde os anjos são seres perigosos, donos e senhores do poder na Terra, uma história onde a batalha entre o Bem e o Mal, entre humanos e Nephilins, vem desde os primórdios dos tempos e está prestes a chegar à cena final. Com uma escrita densa, lírica quase, a autora volta a mostrar o seu talento neste segundo volume e, se o primeiro foi uma introdução, este é o auge das divisões, dos segredos que unem três mulheres aos seus piores inimigos, dos mitos desvendados e de descobertas que podem alterar tudo. Através de uma pesquisa intensa e de um cuidado notável, Danielle construí uma história de verdades e ilusões, de sangue derramado, segredos horríveis e uma feroz coragem, mostra que lado nenhum é bom, e que todos os lados, numa guerra, cometem crimes, planeiam a sangue-frio, tudo para ganhar.
  Angelópolis começa por ter um enredo mais activo que o livro anterior, envolve não só temáticas científicas como também humanas, coloca a nu o fundo mais negro das almas humanas, mostra que a ambição pode valer-se de tudo, até do amor e da família. Neste livro não acaba as revelações surpreendentes, pelo contrário, a cada capítulo há um novo dado, uma nova informação, uma reviravolta inesperada e mostra que ninguém pode mudar o que é, que o amor está a um passo do ódio e que a ciência e a religião estão mais entrelaçadas do que queremos acreditar. Unindo objectos, mitos, festividades e história numa única manta, este livro conjuga de uma forma credível todos os elementos, atiça-nos a curiosidade de saber mais, quase que nos obriga a ler página atrás de página para descobrir um fim que, mais uma vez, deixa tudo em aberto para um final que poderá ser apoteótico.
  O forte desta narrativa, não é de todo as personagens mas há uma profundidade, um mistério à volta deles que nos faz parar para pensar quem elas são, o que as move, que segredos escondem. Mais uma vez, entre décadas passadas e presente, a história vai-se desvendado, razões são descobertas, motivos são esclarecidos e, aquela que era uma guerra de portas fechadas sai à luz do dia e prepara-se para um confronto directo que vai decidir tudo.
  Confesso que esta era uma continuação que me andava a atormentar e que fiquei deveras admirada com a forma como autora lhe deu vida, como ela construiu todo um enredo entre cenas bíblicas, ciência e episódios e simbologia histórica, pois não estava de todo a espera das voltas e ligações que este livro traz, daí que me tenha surpreendido pela positiva. Continua a não ser uma leitura fácil mas é, sem dúvida, uma leitura que alimenta a sede de conhecimento e a necessidade de uma leitura que preencha.
  Angelópolis é uma continuação que se supera, que surpreende e arrasa todas as expectativas e que precisava de mais presença das personagens mas que não deixa de mostrar que Danielle Trussoni é uma autora que merece a nossa atenção.

6*

3 comentários:

  1. Mais um selo: http://awonderfulworld2.blogspot.pt/2013/03/selo-versatile-blogger-award.html

    ResponderEliminar
  2. Olá amora também te deixei um selo lá no meu blogue.

    Quanto a este livrinho, a Sandra e Cata falaram-me dele e fiquei com a pulga atrás da orelha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olaaaaa amora! obrigada =D

      Este é o segundo do Angelologia, já leste?=)

      Eliminar