quinta-feira, 7 de março de 2013

Opinião - Mariana

Título Original: Mariana
Autor: Susanna Kearsley
Editora: Edições ASA
Número de Páginas: 352

Sinopse 
 Julia Becket acredita no destino. Ela tinha apenas cinco anos quando viu Greywethers pela primeira vez, mas soube de imediato que aquela era a sua casa. Vinte e cinco anos depois, tornou-se finalmente sua proprietária. Mas Julia depressa começa a suspeitar de que existe algo de poderoso e inexplicável por detrás da sua decisão radical de abandonar Londres e começar de novo numa pequena aldeia. Os novos vizinhos são calorosos e acolhedores, muito particularmente Geoff, o aristocrático proprietário de Crofton Hall, com quem sente uma ligação imediata. Mas a vida tal como ela a conhecia acabou, e outra bem diferente está prestes a começar. Uma vida que inclui Mariana, que habitou aquela mesma casa trezentos anos antes e cujo destino ficou tragicamente por cumprir. A história de Mariana vai- se revelando a pouco e pouco, apoderando-se da sua vida como um feitiço. Ao longo dos séculos que separam as duas jovens, uma promessa de amor eterno aguarda o desfecho que o destino lhe negou. Conseguirá Julia desvendar no presente os enigmas do passado? Será que Mariana esteve sempre à sua espera?

Opinião

Nascida numa família de leitores, foi desde muito cedo que Susana se sentiu impulsionada para a escrita e, provavelmente, muito por culpa da sua mãe que estava a ler um livro de Mary Stewart na hora do seu nascimento. Escusado será dizer que esta acabou por se tornar a sua autora preferida.
Colocar palavras em papel é algo que começou a fazer desde muito cedo mas só aos sete, depois de se apaixonar pela personagem de Jo, é que começou a escrever primeiros capítulos, uma actividade que continuou a desenvolver durante a adolescência. Posteriormente, depois de estudar política e desenvolvimento internacional na faculdade, Susanna foi trabalhar para um museu e aos vinte e dois anos tornou-se curadora.

No mesmo ano com o incentivo da irmã, Susanna terminou o seu primeiro livro no fim desse Verão mas seria com o seu segundo romance, este Mariana, que a autora alcançaria a fama. Vencedor do Catherine Cookson Fiction Prize, prenda de Natal adiantada para Susanna, este livro já conta com vinte edições e dezanove anos depois de ser publicado pela primeira vez, chega a Portugal. Escritora a tempo inteiro a quase vinte anos, já escreveu nove livros tendo o seu último livro sido publicado este ano.

Em qualquer inverno todo o jardim permanece apagado, desvanecido enquanto espera que o sol primaveril renasça e com ele traga a beleza das cores e a explosão dos cheiros e que mais uma vez dê início a um círculo… Três vezes Julia viu a casa, uma casa no meio do nada, antiga e parada no tempo, uma casa que considera sua desde a primeira vez que a viu, uma casa que a levará a conhecer-se, a descobrir-se e a perceber que o passado pode não ser um passado distante e que lhe trará amizade, recordações e muitos segredos, segredos perdidos no tempo e nos corações e que podem finalmente desabrochar. Através de momentos vividos, de objectos encontrados e esperanças, Julia conhece Mariana, uma jovem que viveu a muito tempo numa era negra e destrutiva, uma jovem que amou com a perseverança e a força de um jardineiro, uma jovem que esperou e acreditou que um dia, ele ia voltar para ela.

Depois de O Segredo de Sophia, Kearsley ganhou um lugar de destaque na minha estante e no meu coração e foi com uma expectativa enorme que peguei neste novo livro, um livro que me arrebataria nas primeiras páginas, que me emocionou, me fez acreditar e perceber que mais do que uma chama ténue o amor é uma jóia que dura para lá das vidas, das memórias e do esquecimento. A escrita da autora é daquelas escritas que nos assolapa, uma escrita apaixonante e enfeitiçante que nos leva através dos tempos, que nos faz olhar os sentimentos de uma forma profunda e intensa e entende a alma humana, as épocas e a vida como mais ninguém. Da actualidade ao sécuo XVII, conhecemos duas mulheres diferentes, de meios diferentes, épocas diferentes mas que ao longo do tempo se tocam pelo prazer do toque de um livro, pelo encantamento de uma jóia, pelo amor a um homem.

Numa narrativa marcada pelo romantismo, uma narrativa sonhadora e intemporal, Mariana é uma preciosidade, um livro que enaltece o amor, as almas e as ligações humanas, um relato soberbo de duas vidas entrelaçadas, um livro que dá vida a uma casa que esperou tranquila através das vidas para voltar a respirar, voltar a viver, voltar a sentir. Ao longo destas páginas, poderão encontrar História, romance e mistério, poderão suster a respiração, sorrir com meiguice, apertar as mãos de raiva e deixar uma lágrima cair pela face. Ao lerem estas palavras, serão transportados para um lugar idílico, um lugar onde a amizade e a lealdade venceram tudo, um lugar onde o perdão terá de tomar forma, onde o amor se preserva. Aqui aprenderão que por mais que o espelho reflicta o que se quer ver, o reflexo dos corações, a verdade das almas apenas se reflecte no espelho esquecido que nunca deixa de esperar, que nunca deixa de amar.

Num enredo em que a espera e o cuidado são o maior símbolo de amor, em que as promessas se cumprem, em que o destino não pode ser iludido e o passado esquecido, em que a sensação de um beijo pode perdurar vidas, Mariana conta ainda com um elenco de personagens encantadoras, personagens cheias de emoções, personagens que quererão conhecer, entender, que quererão ver felizes. Seja no ambiente quente e ruidoso do pub local, seja na magnificência e vazio de uma casa senhorial, seja na beleza de um jardim, encontrarão as respostas para os dilemas, o significado de meias palavras, a força de um sentimento. Julia e Mariana são um símbolo, são duas mulheres que admirámos, que amámos e de que vamos sentir saudades, são a moeda mais brilhante no meio de um tesouro imenso, são duas personagens que ao longo destas páginas vão arrebatar-vos, são intemporais, são únicas.

Na obra etérea de uma escritora que escreve tão bem o passado como a actualidade e entende a alma feminina seja qual for a época encontrámos uma história doce, uma história que eleva e glorifica o que de mais puro e precioso o ser humano tem. Mais uma vez, Susanna conquistou-me e mostrou-me que seja qual for o livro que leia, seja qual for a nova história que ela me vai dar, eu irei sempre, sempre sentir-me em casa. Intemporal e encantador, Mariana é o livro das românticas, dos que acreditam em vidas passadas e em promessas cumpridas.

7*

4 comentários:

  1. Gostaste mesmo bastante! Adorei a opinião :)
    Espero gostar tanto como tu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu confesso, adoro a Susanna *.* Obrigada Sandra e espero que adores este pequeno tesouro! Já leste o O Segredo de Sophia?

      Eliminar
  2. Encomendei os dois da Susanna, mas ainda não os recebi..

    Como ainda não li nenhum não sei, mas acho que pela tua opinião vou gostar dos dois.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Teresa!

      Espero que os recebas bem e rapidamente e que gostes tanto quanto eu gostei *.* É uma autora maravilhosa =)

      beijinhos

      Eliminar