sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Opinião - A Herdeira Acidental

Título Original: The Accidental Aprentice
Autor: Vikas Swarup
Editora: ASA
Número de Páginas: 400
 

Sinopse
 A jovem Sapna está destroçada. Obrigada a abandonar a universidade para se dedicar a um emprego medíocre como vendedora de eletrodomésticos em Nova Deli, ela é agora a única responsável pelo sustento da mãe doente e da fútil irmã mais nova. Mesmo para um coração otimista como o seu, é cada vez mais difícil acreditar num futuro melhor... até que um dia, quando o seu desespero é absoluto, algo insólito acontece: um milionário excêntrico quer fazer dela sua herdeira. Sapna pode vir a receber mais dinheiro do que alguma vez sonhou e, com ele, mudar a sua vida e a de todos os que ama. Em troca, terá "apenas" de superar os sete testes do "livro da vida". Sete testes sobre os quais o seu estranho benfeitor mantém segredo absoluto. Assim começa uma viagem rocambolesca que vai testar o seu caráter, a sua coragem e o seu coração. Pelo caminho, conhece pessoas inesquecíveis. De um casal de noivos em fuga a um sex symbol de Bollywood ou a uma insuspeita cleptomaníaca, todos vão, de alguma forma, transformá-la. E quando se depara com o sétimo e último teste - aquele para o qual a vida não a preparara -, Sapna questiona até que ponto será capaz de se sacrificar por um sonho. Vikas Swarup, autor de Quem Quer Ser Bilionário? - que inspirou o filme vencedor de oito Óscares e quatro Globos de Ouro - está de volta com uma história hilariante e dramática, terna e cruel, como o seu próprio país. Tanto a Índia como a sua heroína estão presas entre tradição e modernidade neste romance que nos leva questionar os nossos próprios sonhos e limites.


Opinião 

  Nasceu em Allahabad na Índia numa família de advogados mas estudou História, Psicologia e Filosofia e destacou-se como orador, ganhando campeonatos nacionais. Depois de se licenciar com distinção, juntou-se ao Indian Foreign Service em 1986, que o levou a vários países como Turquia, Etiópia, EUA e Grã-Bretanha como diplomata mas desde 2006 que está colocado na África do Sul na cidade de Pretoria como Alto-comissário Adjunto da Índia. Para além de ler, gosta de ouvir música e jogar críquete e ténis de mesa. É casado com uma artista com quem tem dois filhos.

  Vikas estreou-se na escrita em 2000 com Quem Quer Ser Bilionário?, o livro que o catapultou para a fama e cuja adaptação ganhou oito óscares. O seu segundo romance, Seis Suspeitos está a ser, também, adaptado para cinema. A Herdeira Acidental é o mais recente romance do novelista indiano e foi publicado este ano estando ainda só traduzido para cinco países.

  Marcada pela tragédia e desilusão, Sapna vive cada dia a espera de algo mais até que uma oportunidade lhe surge da forma mais estranha. Sete testes, deliberados pela vida e pelas circunstâncias, decidirão se ela está preparada para viver o sonho mas os seus piores pesadelos serão um entrave até ao fim…

  Depois de ver Quem Quer Ser Bilionário? fiquei curiosa acerca do autor que havia dado vida a esta história e por isso não podia deixar escapar a oportunidade de ler o seu mais recente romance. A Herdeira Acidental é um conto de fadas moderno, uma fábula sobre as escolhas, quem somos e o que nos marca, uma história sobre vidas e sonhos nunca alcançados. Vikas escreve de uma maneira extraordinária, assoberbando-nos com a sua mestria a descrever relações familiares, histórias impossíveis e sonhos enquanto nos descreve o seu país a fundo, desde a sociedade nos seus vários estratos, à política, religião e entretenimento que marcam uma Índia desconhecida e esquecida. Uma narrativa por vezes filosófica, por vezes emocional, este livro toca-nos e ensina-nos, inunda-nos com questões pessoais ou humanitárias, mostrando como a realidade pode ser cruel.

  De Nova Deli a Bombaim, Sapna conhece estrelas e aldeões, vê a liberdade e a opressão, o fanatismo e o desinteresse, a corrupção e a justiça, a alegria e consternação que marcam profundamente não só o seu país, como todos à sua volta, tal como a ela própria, deixando-nos acompanhá-la numa viagem onde demonstrará os seus valores, as suas fraquezas e as suas ambições enquanto o mundo à sua volta se desfaz. Esta é uma história que é muito mais do que se apresenta à primeira vista. Fala-nos de oportunidades, de sonhos e vingança em vários enredos que se envolvem e nos apresentam não só a história de Sapna como de várias personagens que simbolizam o pior e o melhor da Índia actual, representando vários problemas sociais enquanto assistimos à demanda pessoal de Sapna.
Iniciando-se de uma forma que nos mata logo de curiosidade, esta narrativa vai-se tornando mais complexa à medida que vamos lendo, tornando situações à partida normais ou meros acidentes do destino muito mais do que estaríamos à espera. Várias histórias cruzam-se com as de Sapna e algumas escondem verdades tortuosas que irão mudar por completo a vida desta jovem que quando aceita um desafio para se tornar milionária acaba por trazer ao de cima os seus maiores pesadelos. O rumo que a sua história acaba por levar agarra-nos às páginas e faz-nos devorá-las como não houvesse amanhã até chegarmos a um final de cortar o fôlego e completamente inesperado que nos deixa de boca aberta pois não estamos a espera que os acontecimentos, passados e presentes, acabem por se desenvolver da maneira como acontecem. 

  A dada altura, o livro torna-se uma história de mistérios e puzzles profundos e complicados cujo fim mal conseguimos vislumbrar até que todas as peças se juntam e, a partir daí, a acção passa a correr, num misto de adrenalina e desespero onde a premissa inicial acaba por ser esquecida quando confrontada com o terror de estar entre a vida e a morte, com o horror de saber que muitas foram as mentiras que a protagonista viveu ao longo da sua vida. O fim do livro não podia ser mais acertado depois de tudo o que Sapna passou e aprendeu e, se por vezes, a narrativa parece demasiado exagerada pois à dada altura tudo acontece à protagonista de um momento para a outro, a verdade é que a história acaba por estar bem construída e o seu desenvolvimento tem um timing perfeito.

  Marcado por um conjunto de personagens heterogéneo, convincente e interessante, esta história acaba por não ser nada sem elas. Sapna é uma jovem destemida, que tem enfrentado as desilusões da vida com bastante garra e sensatez e que se vai revelando ao longo do livro, fazendo-nos apreciá-la pelas suas atitudes e razões, pelos seus valores e pela forma como nunca desiste quando parece que tudo irá desabar. Ela acaba por ser um livro aberto aos leitores, ao contrário de outras personagens que se revelam verdadeiros enigmas e que nos surpreendem bastante ao longo da leitura mas nenhuma delas consegue deixar-nos indiferentes.

  Como primeiro livro que leio do autor, A Herdeira Acidental revelou-se uma verdadeira pérola, um livro que nunca irei conseguir esquecer e que ultrapassou em muito às minhas expectativas. Vikas ganhou um lugar de destaque na minha estante e espero vir a ler mais deste autor que nos traz aqui mais uma história fantástica.

6*

3 comentários:

  1. Parece muito interessante! *-*
    Eu adorei o filme "Quem Quer Ser Bilionário", por isso, terei de ler este livro! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito giro Carolina!=D Não te deixes enganar pela capa toda sweet ;)

      Eliminar