quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Opinião - Vingança

Título Original: Bloodfever (#2 Fever)
Autor: Karen Marie Moning
Editora: Contraponto
Número de Páginas: 280

Sinopse
 Durante séculos, o reino sombrio dos Fae coexistiu com o dos humanos. Agora as paredes que os separam estão a desmoronar-se e Mac é a única coisa que se ergue entre eles… A vida de MacKayla Lane sofreu uma transformação radical quando ela aterrou nas costas da Irlanda e se viu mergulhada num mundo de feitiçaria mortífera e segredos antigos. Na sua luta para continuar viva, Mac tem de encontrar o Sinsar Dubh— um livro da magia mais negra imaginável, com um milhão de anos, que contém a chave para o poder sobre o mundo dos Fae e do Homem. Perseguida por assassinos Fae, rodeada por figuras misteriosas nas quais sabe que não pode confiar, Mac dá por si dividida entre dois homens mortíferos e irresistíveis: V’lane, o Fae insaciável que consegue transformar a excitação sensual numa obsessão para qualquer mulher, e o sempre inescrutável Jericho Barrons, um homem tão atraente como misterioso.

Opinião


  Depois de uma década na advocacia, Karen percebeu que ansiava por algo mais e depois de inúmeros trabalhos em part-time e horas de escrita, alcançou o seu sonho, ser escritora. Hoje, é autora de duas séries de sucesso, é casada com um homem que também adora livros e vive nas montanhas de Blue Ridge.

  Depois do sucesso da série Highlander, Karen trocou a Escócia pela Irlanda e os druidas pelos Tuatha de Danann. A série Fever é constituída por cinco livros e a autora está a escrever outra trilogia situada neste mundo. O sucesso desta série têm sido gigantesco, de tal forma que para além de um vasto merchandise, a DreamWorks também já comprou os direitos para cinema.

  Vingança é o segundo livro da série e o último traduzido em Portugal. Traduzido para mais doze línguas, foi publicado em 2010.

  Depois de Anoitecer, este livro vem apenas comprovar aquilo que eu já pensava, ou seja, que esta série é puro vício, completamente impossível de largar e nos incute um desespero assustador pelo próximo livro. Com uma escrita crua, sensual, misteriosa e violenta, Karen apresenta-nos uma saga que se vai tornando mais complexa a cada livro, uma saga onde cada acontecimento tem repercussões no futuro, onde cada segredo pode mudar por completo o rumo dos nossos protagonistas. Em resumo, uma saga excitante, cheia de acção, onde o perigo espreita a cada esquina e nada é o que realmente parece.

  Com um enredo enganadoramente simples que fluí perante os nossos olhos, esta é uma história que se adensa conforme as novas descobertas da protagonista. Cada criatura, cada desconhecido, cada inimigo, traz algo de novo à leitura nem que seja mais um segredo, uma pista ou um ponto sem saída, mantendo o leitor atento aos novos desenvolvimentos e a formar as suas próprias conspirações. A desconfiança e a tensão sentem-se ao longo de cada acontecimento, seja nas palavras de Mac, seja nos seus próprios gestos. Ela não pode nem deve confiar e ninguém e isso é algo que está bem patente ao longo da leitura bem como o perigo que todos à sua volta representam. Se o rumo da história parece simples, a verdade é que de simples tem muito pouco. Cada personagem tem as suas motivações, os seus segredos e passados, os seus aliados e inimigos, e se Mac é a figura central, todas estas personagens rodeiam-na num jogo onde a sobrevivência da Humanidade é o prémio final. 

  Depois da Mac cor-de-rosa do primeiro livro é fácil percebermos que ela está a ganhar uma couraça bem mais resistente do que os seus inimigos esperavam. As lições que ainda tem de aprender são visíveis neste livro através das muitas provações porque passa mas é verdade é que ela aprende-as depressa e está a crescer a olhos vistos. Mais forte, com um sarcasmo mais cortante, mais racional e capaz de fazer frente a Barrons, MacKayla é a chave da energia e do sucesso deste livro e, parece-me, estás prestes a tornar-se uma vingadora à altura dos perigos milenares que à espreitam na noite. Já Barrons, ainda é o grande mistério deste livro e, por isso, a personagem mais interessante. Idiota, bruto, salvador, protector, distante, ele é o dilema, o problema, a dor de cabeça de Mac, bem como uma tentação. A tensão crescente entre ambos atinge proporções épicas neste livro e quase que o invencível dava a sua outra face.

  Novas personagens surgem neste livro e parece-me que serão bastante importantes para o futuro pois elas trazem conhecimento e novos dados que mudarão não só a jornada de Mac como a sua vida. Ainda muito no início, penso que este livro é um ponto de viragem na história desta vidente sidhe e que a partir daqui a história se adensará ainda mais.

  Infelizmente parece que esta saga não tem futuro em Portugal para muita tristeza minha mas sem dúvida que a irei ler na sua língua materna pois Fever é das melhores séries deste género que já tive o prazer de ler e este livro só veio comprová-lo.

6*
 
As minhas opiniões da série

6 comentários:

  1. Olá! Também tive o mesmo contragosto de adorar os livros já cá editados em Portugal e descobrir que a série tinha deixado de ser publicada! Mas parecia que a editora tinha voltado a editá-la... ou ficaram-se pelo 1º volume?
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Neptuno!

      Parece que a reedição também não correu bem =( e a editora está pela hora da morte...

      beijinhos e boas leituras

      Eliminar
    2. Opá...outra série cuja continuação não é certa. Bolas! Ainda hoje ouvi o mesmo da série d'Os Predadores da Noite da Sherrilyn Kenyon :S

      Eliminar
    3. A verdade, essa parece que também está pela hora da morte =s Eu gostava de saber qual é o mal de querermos ler na nossa língua mas também compreendo que se as pessoas não comprarem os livros as editoras não podem fazer milagres =s

      Eliminar
  2. Também tive o mesmo problema. Adorei o início da série e depois descobri que tinham abandonado a série cá e fiquei furiosa. E como tenho um kindle, tenho lido na versão original.
    Mas cancelarem séries é algo que me deixa furiosa, porque nós investimos o dinheiro e depois ficamos agarrados :/
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também vou ler na versão original...
      Também a mim! Mas se as pessoas não comprarem os livros também não ajudam as editoras a publicar =(

      Eliminar