quinta-feira, 24 de outubro de 2013

From Pages To a Movie *Grandes Esperanças*





  Realizado por Mike Newell e baseado no clássico com o mesmo nome de Charles Dickens este filme saiu agora em DVD e como não tive oportunidade de o ir ver ao cinema acabei por o comprar a €9,99 e assim que o comecei a ver não consegui tirar os olhos do ecrã.

  Infelizmente esta é uma das poucas obras de Dickens que ainda não li mas é aquela cuja história conheço melhor das várias adaptações que tenho visto ao longo dos anos e, possivelmente, a história de Dickens que mais gosto. Não podendo dizer se o filme está perfeitamente adaptado do livro penso que o facto de ele ter o selo da BBC movies diz muito acerca disso além de que, das várias adaptações que vi, esta é para mim a melhor.



  Com um elenco de luxo, este filme brilha em qualidade, não só pelas actuações fantásticas dos mais experientes como Ralph Fiennes e Helena Bonham Carter, dois actores que adoro aliás e que fazem aqui, mais uma vez, interpretações soberbas, como dos mais novos Jeremy Irvine e Holliday Grainger tendo esta última me surpreendido bastante pois apesar de gostar muito dela como Lucrécia em Os Bórgia não estava a espera da fantástica interpretação que fez sendo uma Estella perfeita. Não que Jeremy Irvine também não se tenha portado bem mas acabou por ser alguém mais apagado ao lado de Holliday. Ben Lloyd-Hughes, que interpreta o rival de Pip, também esteve muito bem e enervou-me até a ponta dos cabelos, o que deve ser bom. O também já experiente Jason Flemyng que adoro desde que o vi como Dr. Jekyll e Mr, Hyde, tem também uma interpretação bastante boa e comove-nos imenso a forma como a sua personagem além de adorar Pip tem a perfeita noção de que já não encaixa no novo mundo do rapaz.

  Os cenários de Londres, bem sombrios ao estilo de Dickens, o guarda-roupa fenomenal,
tudo isso ajudou a tornar este filme ainda melhor, ajudando ao ambiente algo frio e extravagante que é bem próprio das obras de Dickens. As próprias personagens e a história ajudam a esse ambiente pois apesar do filme fervilhar em emoções e surpresas nota-se sempre aquele cepticismo e frieza que Dickens costuma colocar nas personagens em redor do protagonista. A acção desenrola-se a um bom ritmo mas mantêm os timings certos nos acontecimentos mais importantes. Sendo um filme baseado num clássico, vê-se bastante bem e a meu ver, é dos melhores do género e infelizmente nem teve visualização nem publicidade há altura.

Em resumo, este é um filme maravilhoso, a um excelente preço, que qualquer fã de clássicos ou de filmes do género irá gostar.

4 comentários:

  1. eu vi este filme e há uns tempos vi a série que a BBC fez creio eu em 2010. Na minha opinião o filme é superior a todos os níveis. apenas na performance de Miss Havisham é que há um empate entre Gillian Anderson e a Helena Bohan Carter. Embora ache que a interpretação delas dá uma dimensão diferente à personagem. Eu diria que a Helena fez da Miss Havisham uma mulher má desde sempre enquanto a da Gillian dava a sensação de ser má pelas circunstâncias.
    Uma actriz que me surpreendeu imenso foi a Sally Hawkins que não me tinha convencido enquanto Mrs. Reed na Jane Eyre 2011 e aqui foi perfeita como Mrs. Joe.

    Este tipo de filmes é altamente desdenhado até nos programas de cinema que há televisão são pouco falados. Mas como nem tudo pode ser mau assim podes comprar o filme a apreço mt bom caso contrário tinhas que dar cerca de 20 € :D ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, concordo contigo, a Helena dá um ar malévolo à Miss Havisham, ela pode ser louca mas de inofensiva não tem nada. Quanto à Sally Hawkins, apesar de pouco tempo que ela tem de antena, foi sem dúvida perfeita mas neste filme eles estiveram todos em grande.

      É algo que me irrita profundamente como, mesmo com um grande elenco, este filme passou tão ao lado. Mas sim, dar dez euros por um filme desta qualidade é sempre bom =D

      Eliminar
  2. Tenho muita curiosidade quer quanto ao filme, quer quanto ao livro! *-*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O filme vale sem dúvida a pena Carolina, por isso o livro também deve valer!=D

      Eliminar