sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Opinião - Anjo Mecânico

Título Original: Clockwork Angel (#1 As Origens)
Autor: Cassandra Clare
Editora: Planeta Manuscrito
Número de Páginas: 392


Sinopse
 A magia é perigosa, mas o amor é ainda mais perigoso.

Quando Tessa Gray, uma rapariga de dezasseis anos, atravessa o oceano para se reunir ao irmão, o seu destino é a Inglaterra do reinado da rainha Vitória e aventuras aterrorizadoras aguardam-na no Mundo-à-Parte de Londres, onde vampiros, bruxos e outras personagens sobrenaturais palmilham as ruas iluminadas a gás. Apenas os Caçadores de Sombras, guerreiros que se dedicam a livrar o mundo de demónios, conseguem manter a ordem no caos.

Raptada pelas misteriosas Irmãs Escuras, membros de uma organização secreta chamada Clube Pandemonium, Tessa depressa fica a saber que também pertence ao Mundo-à-Parte e que possui uma habilidade rara: o poder de se transformar, quando quer, noutra pessoa. Além disso, o Magister, a figura misteriosa que dirige o clube, tudo fará para reclamar o poder de Tessa para si.

Sem amigos e perseguida, Tessa refugia-se junto dos Caçadores de Sombras do Instituto de Londres, que juram encontrar-lhe o irmão se usar o seu poder para os ajudar. Em breve se sente fascinada, e dividida, entre dois amigos: James, cuja beleza frágil esconde um segredo mortal, e Will, um rapaz de olhos azuis, cujo humor cáustico e temperamento volúvel mantêm toda a gente da sua vida à distância… ou seja, toda a gente menos Tessa. À medida que a investigação os vai arrastando para o âmago de uma conspiração tenebrosa que ameaça destruir os Caçadores de Sombras, Tessa percebe que poderá ter de escolher entre salvar o irmão e ajudar os seus novos amigos a salvar o mundo… e que o amor pode ser a magia mais perigosa de todas.


Opinião

  Em 2008 enquanto Cassandra Clare vivia o sucesso dos primeiros livros de Caçadores de Sombras a sua alma tinha um sonho, um sonho que todos diziam ser impossível, irrealizável, um desperdício. Cassandra queria escrever uma trilogia dos seus Caçadores no passado, queria escrever fantasia histórica, queria ir até à Londres vitoriana mas segundo os seus editores isso era uma completa loucura, ninguém segundo eles iria querer ler uma trilogia 130 anos anterior à história de Jace, Clary e Simon mas Cassandra não desisitiu e escreveu Anjo Mecânico porque pura e simplesmente adorava esta história, adorava as suas personagens e esperava que alguém pudesse gostar tanto dela como ela.


  O que nem ela esperava era que a resposta dos seus leitores fosse tão esmagadora e que As Origens atingisse os mesmos números de sucesso que a sua primeira série. Hoje, a trilogia está no topo de vendas com os grandes como Jogos da Fome ou Harry Potter, a diferença é que esta é uma fantasia histórica que conseguiu fazer ela própria história.


  Publicado em 2010, o Anjo Mecânico é o primeiro volume de As Origens e já se encontra traduzido para mais de trinta línguas. Vencedor de dois prémios foi nomeado para mais quatro incluindo um RITA e para Livro Favorito de 2010 do Goodreads.


  Rapidamente Cassandra tornou-se uma das minhas autoras de eleição do género juvenil fantástico e, a cada livro seu que leio, mais fã vou ficando. Com este Anjo Mecânico a autora conseguiu aumentar ainda mais o meu apreço por si, pois este livro é, se for possível, algo ainda melhor que Caçadores de Sombras, não que não goste de ambas as séries da mesma forma histérica mas porque este livro diz-me ainda mais. E mais é sem dúvida a palavra que uso para o definir pois, espantosamente e, atrevo-me a dizer, deliciosamente, Cassandra é ainda mais tortuosa, mais imaginativa, mais ousada. Numa outra época, que a permite explorar pormenores e certas características desta, a autora aproveitou tudo o que pode para criar uma trama mais envolvente. Com a sua já conhecida escrita irresistível, Clare torna a Londres Vitoriana um palco perfeito para o início, para o passado.


  Eu adoro sagas grandes. Sagas com prequelas, ligações entre personagens e acontecimentos, antepassados e o passado em si, bem como todos os detalhezinhos que possam imaginar e, talvez por isso este livro tenha sido para mim um mimo que me deixou extasiada. Encontrar as parecenças, os elos entre estas personagens e as de Caçadores de Sombras foi um autêntico delírio para a fã em mim, tendo sido um enorme prazer juntar e encontrar as peças deste complicado puzzle que começa a surgir neste livro. Com um enredo ainda mais complexo e misterioso, esta leitura espelha na perfeição a aura sombria que a época vitoriana detinha bem como a multiplicidade de nacionalidades e culturas, os gostos e prazeres desta sociedade, a sua etiqueta, os seus bem escondidos degredos enquanto nos fala sobre uma importante fase da história dos Nefilins e os habitantes do Mundo-à-Parte.


  Com alguns elementos steampunk à mistura, um cenário gótico e esotérico, este livro tem ainda a seu favor a adrenalina e segredos a que a sua autora já nos habitou. Muitos são os dramas, os mistérios e segredos que envolvem as personagens de Anjo Mecânico e, cada acto, cada palavra pode ter um duplo sentido. Para além disso, a acção nunca para, entre batalhas, fugas, discussões e revelações, toda esta leitura é explosiva e viciante da primeira à última página. De salientar ainda, a inspiração no livro História de Duas Cidades de Dickens, o meu preferido do autor e que me deu vontade de o reler.


  Por fim, há algo de especial nestas personagens. A sério. Não houve nenhuma que não gostasse, que não me aguçasse a curiosidade, que não me provocasse sentimentos. Cada uma com os seus problemas, defeitos e bons momentos, todas elas nos marcam de uma forma imprevista e guardam profundamente os seus segredos. De tal forma, que nem sei quem prefiro. Só tenho mesmo pena é que Magnus Bane não tenha aparecido mais.


  Surpreendente e sombrio, Anjo Mecânico é a prequela que Caçadores de Sombras merecia. Obrigada Cassandra por não teres desistido e teres sempre acreditado.

7* 
 
As minhas Opiniões de Caçadores de Sombras
A Cidade dos Ossos
A Cidade das Cinzas
A Cidade de Vidro 

1 comentário:

  1. Olá!

    Ainda não tinha comentado!
    Este foi o primeiro livro da Clare que eu li. Fiquei logo fascinada e feliz por ter entrado no mundo dos Caçadores de Sombras. Passado no séc. XIX, com personagens fantásticas e com um enredo maravilhoso, fiquei absorvida pela magia da história.

    Gostei muito da Tessa, do Jem e do Will, preferindo de todos o Jem! (ai tão lindo ^^ e interessante). O enredo tornou-se bastante dark em alguns momentos e tudo o que aconteceu fez com que me apaixona-se pelas personagens e pela história.
    Quero saber o que achas do final =D

    Beijinhos!

    ResponderEliminar