terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Opinião - O Príncipe Mecânico

Título Original: Clockwork Prince (#2 As Origens)
Autor: Cassandra Clare
Editora: Planeta Manuscrito
Número de Páginas: 368


Sinopse
 No submundo mágico da Londres vitoriana, Tessa Gray encontrou por fim a segurança com os Caçadores de Sombras. Mas esta torna-se efémera quando forças desonestas na Clave se revelam para destruir a sua protectora, Charlotte, e substituí-la como chefe do Instituto. Se Charlotte perder a sua posição, Tessa será posta na rua - e presa fácil para o misterioso Magister, que deseja usar os poderes de Tessa para os seus fins obscuros.

Com a ajuda do bonito e autodestrutivo Will e do devotado e dedicado Jem, Tessa descobre que a guerra do Magister contra os Caçadores de Sombras é pessoal. Ele culpa-os de uma tragédia íntima que lhe destruiu a vida. Para desvendar os segredos do passado, o trio viaja através das névoas do Yorkshire para uma mansão que contém horrores indizíveis, dos bairros-de-lata de Londres para um salão de baile encantado, onde Tessa descobre que a verdade sobre a sua paternidade é mais sinistra do que alguma vez imaginou. Quando encontra um demónio mecânico com um aviso de Will, apercebe-se que o Magister sabe de todos os seus movimentos… e que um deles os traiu.

Tessa descobre que o seu coração está cada vez mais atraído por Jem, apesar do seu anseio por Will e dos sombrios estados de alma que continuam a abalar a sua confi ança. Mas algo está a mudar em Will… a parede que construiu à sua volta desmorona-se. Conseguirá o Magister libertar Will dos seus segredos e dar a Tessa as respostas sobre quem é e para que nasceu? A verdade leva os amigos para o perigo, e Tessa descobre que quando o amor e mentiras se misturam podem corromper até o coração mais puro.


Opinião


  Cassandra Clare tornou-se uma das autoras mais amadas da literatura juvenil com a sua série Caçadores de Sombras, cujo primeiro livro já foi adaptado para cinema. Em 2008 a autora decidiu escrever mais uma saga neste mundo mas desta vez passada 130 anos antes em plena época vitoriana com antepassados das personagens da sua primeira série. Anjo Mecânico, o primeiro livro dessa trilogia foi um sucesso e com a publicação do último volume, Princesa Mecânica, a trilogia tornou-se uma das mais vendidas juntamente com Os Jogos da Fome e Harry Potter.

  Tal como a série Caçadores de Sombras também As Origens poderá chegar a cinema estando os direitos já vendidos mas o filme só seguirá para a frente consoante o sucesso de A Cidade dos Ossos. Príncipe Mecânico é o segundo volume, foi nomeado para dois prémios e está traduzido para dezassete línguas. A trilogia tal como a primeira série já foi adaptada para manga.

  Sabem quando é que sabemos que adorámos um livro profundamente? Quando sentimos como nossas as dores das personagens, quando vivemos intensamente cada momento como se tivesse sido connosco, quando somos total e completamente quebrados. É assim que me sinto neste momento, cheia de uma tristeza atroz e de uma certa raiva e ao mesmo tempo de uma alegria imensa. Oh Cassandra. Oh querida Cassandra. Isto é tudo culpa desta autora que cada vez mais se afirma como uma das minhas preferidas, é culpa dela, da sua forma de criar histórias apaixonantes, personagens marcantes e mundos irresistíveis, é culpa do seu humor único, da sua escrita vívida, intensa e emocional, do seu jeito único para torturar os seus leitores a cada página com reviravoltas inimagináveis e palavras atormentadas que nos tocam no mais fundo do nosso ser. Excedeste-te com este livro, de todas maneiras.

  Com um enredo que, como sempre nos livros de Cassandra, nos entretém, nos vicia, nos emociona e tortura, este livro não foi excepção, aliás posso mesmo dizer que este é o livro mais forte em emoções e momentos tortuosos que li desta autora, isto porque este é um livro que nos apaixona de uma forma voraz, feito de felicidade e tristeza, de doçura e crueldade, uma história que nos faz sorrir enquanto lágrimas caem. Cheio de acção e reviravoltas, segredos e mentiras, Príncipe Mecânico está cheio de revelações determinantes, de acontecimentos inesperados, de reviravoltas fortemente emocionais mas nele a trama só se adensa ainda mais, as perguntas só aumentam, as dúvidas crescem e os mistérios tornam-se ainda mais complexos. 

  Tal como aconteceu com Anjo Mecânico, o ambiente sombrio, a elegância diurna e a depravação nocturna de Londres, é o ambiente perfeito para esta história, dando-lhe um palco adequado tanto para os terrores e depravações como para a beleza. Durante toda a trama somos assolapados pelas consequências dos mal-entendidos, pela dor das traições e pelos enganos propositados ou inconsequentes que marcam esta leitura e nos surpreendem, deixando-nos em choque ou simplesmente sem palavras. Aliás, a adrenalina é uma constante neste livro, página a página, pois nunca sabemos o que irá acontecer a seguir ou que mudará nas próximas linhas. Juntemos a isso o humor sagaz, irónico e cínico já habitual da autora, e temos uma leitura viciante que nos fará ler pela noite dentro e nos impedirá de pensar noutra coisa que não seja o que acontecerá a seguir. Mas não só disso é feita esta história. A família, de sangue ou criada por laços de carinho, a amizade e o amor, têm papéis cruciais nesta história e são estes que ligam as personagens bem como as marcam, são estes laços que nos fazem sentir ainda mais próximos destas personagens.

  Will, Tessa e Jem. Este é o trio que nos encherá e partirá o coração, o trio que adorámos com todas as suas qualidades e defeitos, o trio que faz desta história algo de adorável e a torna ainda mais atormentada. É impossível não gostar destes três e não esperar que autora arranje uma maneira de serem os três felizes sem se magoarem ou separarem. Depois temos Charlotte e Henry, o casal fofo que dirige o Instituto, a querida Sophie, o misterioso Magnus, o sossegado Gideon e tantas outras personagens irresistíveis, complexas e cheias de sentimentos que sentimos de imediato uma ligação intensa com elas. São elas que tornam esta história algo de extraordinário e que lhe dá um brilho especial.

  Pensar que esta trilogia poderia não ter sido publicada parece quase mentira mas ainda bem que Cassandra Clare lutou por ela pois As Origens é uma estrela brilhante na literatura juvenil. Intenso e arrasador, este livro só conseguiu com que amasse ainda mais esta história e estas personagens. É tão bom quando uma história nos arrebata e quebra desta maneira.




As minhas opiniões da série...

E da outra série

2 comentários:

  1. Olá =D

    Muito bem, as estrelas todas! Acho muito bem.
    Excelente review. Também acho o mesmo. Esta não é uma mera história com seres diferentes. Esta é uma história com sumo, com um background poderoso e que só lhe dá força e uma grande fibra. Está muito bem organizada e as personagens são sublimes. Nada é ao acaso.
    Prepara-te para a Princesa. O final é completamente mágico...

    Bjs !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria!

      Os livros da Cassie merecem sempre as estrelas todas xD
      Obrigada!=D Exacto! A Cassie tem um poder fenomenal em construir tramas com montes de elementos e conseguir que eles encaixem como peças de puzzle, é fantástico! E as personagens são tão fantásticas.
      Não sei se algum dia vou conseguir estar preparada, veremos ;)

      Beijinhos

      Eliminar